Home » Serviços » Reprodução Humana » Micromanipulação

Micromanipulação

Cegonha - Medicina Reprodutiva

ICSI – Injeção intracitoplasmática de espermatozóides

A injeção intra-cistoplasmática de espermatozóide (ICSI) é uma forma de fertilização in vitro micro cirúrgica dirigida a casais cuja causa de infertilidade é um baixo número de espermatozóides com morfologia e motilidade adequadas, o que pode ocorrer devido a diversos fatores. Nesses casos, é necessário facilitar a fecundação, injetando um único espermatozóide diretamente dentro de um óvulo.

A injeção intra-cistoplasmática de espermatozóide é realizada em laboratório com equipamentos de aumento (microscópio invertido) equipados com sistemas hidráulicos que permitem introduzir o espermatozóide suavemente, usando uma finíssima agulha de vidro.

PGD – Diagnóstico genético pré-implantacional

Esta técnica, como o próprio nome diz, permite o diagnóstico das alterações cromossômicas nos embriões, antes da transferência destes para o útero materno. Ela é usada, geralmente, em pacientes com idade mais avançada, nas quais o risco de ocorrência destas alterações é mais frequente. A mais comum destas alterações é a trissomia do cromossomo 21 (Síndrome de Down).

A técnica hoje utilizada, CGH (Hibridização Genômica Comparativa) permite a avaliação dos 23 pares de cromossomos, diagnosticando assim alterações cromossômicas nas células embrionárias. Teoricamente embriões sem alterações genéticas tem maiores chances de implantação, o que aumentaria as taxas de sucesso do tratamento.

Doenças genéticas ligadas ao sexo, como hemofilia e distrofia muscular, também podem ser evitadas com o uso desta técnica, pois ela permite diferenciar embriões masculinos e femininos. Doenças genéticas relacionadas a um único gene, como Fibrose Cística, Anemia Falciforme, entre inúmeras outras, também podem ser evitadas com a utilização deste método (lista de doenças genéticas detectáveis).

Para a realização desta técnica, é retirado uma ou mais células do trofectoderma do blastocisto (embrião no dia 5 de desenvolvimento). Estas células, através da técnica de CGH, são avaliadas de forma a detectar a presença ou ausência de alterações genéticas.

O diagnóstico genético pré-implantacional é um método diagnóstico útil, porém tem indicações bem específicas e também suas limitações. Dessa forma, a sua utilização e resultados devem ser amplamente discutidas entre o casal e o médico assistente.

O Cegonha Medicina Reprodutiva disponibiliza este serviço em parceria com a Genesis Genetics Brasil, laboratório de renome especializado em genética. A biópsia é realizada por embriologistas referendados pela Genesis, com ampla experiência neste procedimento, utilizando equipamento a LASER, diminuindo assim os riscos do procedimento.