Home » Serviços » Reprodução Humana » Técnicas de Doação de Sêmen e Óvulos

Técnicas de Doação de Sêmen e Óvulos

Cegonha - Medicina Reprodutiva

Doação de sêmen

A doação de sêmen tem sua principal indicação nos casos de azoospermia (ausência de espermatozóides). Nestes casos a única opção é a inseminação com sêmen de doador, caso o casal queira ter filhos. É muito importante ressaltar que o paciente com diagnóstico de azoospermia já foi devidamente avaliado pelo andrologista antes do início do tratamento.

A doação de sêmen também deve ser considerada nos casos onde raros espermatozóides são encontrados e a gravidez não é conseguida mesmo após tentativas repetidas de fertilização in vitro associada a micromanipulação dos gametas.

Todo doador de sêmen, obrigatoriamente, realiza exames sorológicos com o objetivo de detectar doenças infecto-contagiosas, bem como de verificar se seu tipo sanguíneo e características físicas são compatíveis com a do parceiro do casal em tratamento.

A doação é feita obrigatoriamente no anonimato.

Informativos sobre o processo de doação/recepção e consentimentos são assinados e arquivados.

Doação/Recepção de óvulos

A recepção de óvulos de doadora é indicada quando uma mulher, por razões adversas, não produz óvulos ou os produz, porém em quantidade e qualidade insatisfatórias. No entanto, a mulher receptora de óvulos deve ter o seu útero em condições que a permitam gerar.

Entre as razões de uma mulher não produzir óvulos as mais comuns são a menopausa precoce de causa não conhecida e o tratamento quimioterápico a que algumas mulheres se submetem, que muitas vezes compromete a população de folículos ovarianos.

Também precisam receber doação de óvulos as pacientes portadoras de doenças genéticas incompatíveis com a gravidez a termo

As doadoras são pacientes jovens, com idade inferior a 35 anos, sem história de doenças graves de qualquer natureza e com todos os testes de doenças infecto-contagiosas com resultados negativos. Além disto, as características físicas, bem como o tipo sanguíneo, devem ser compatíveis com a receptora.

A doação é feita obrigatoriamente no anonimato e sem fins lucrativos.

Tanto doadora como receptora recebem informativos sobre o processo de doação/recepção e consentimentos que são assinados e arquivados pela instituição que realiza o processo.